Tadorna Ferrujinea

Tadorna Ferrujinea

Casal
R$ 900,00

Femea
R$ 500,00

Macho
R$ 500,00


GALERIA DE IMAGENS



DESCRIÇÃO


Tadorna Ferruginea

O pato-ferrugíneo (Tadorna ferruginea) é um membro da família dos patos, gansos e cisnes, nomeadamente, a família Anatidae (anatídeos). Fica na subfamília de Tadornas, a Tadorninae.

 

Distribuição

Há populações residentes muito pequenas desta espécie a viver no oeste norte de África e na Etiópia, mas a principal área de reprodução desta espécie é desde o sudeste da Europa ao longo da Ásia central até ao Sudeste Asiático. Estas aves são essencialmente migratórias, passando o inverno no subcontinente indiano.

Apesar de se terem tornado bastante raros no sudeste da Europa e sul de Espanha, o pato-ferrugíneo é ainda comum em grande parte da Ásia.

Pode ser esta população que dá lugar a vadios que vão até tão longe como a Islândia, Grã-Bretanha e Irlanda. Contudo, uma vez que a população europeia está a diminuir, é provável que a maior parte das ocorrências na Europa Ocidental, nas últimas décadas, sejam fugas de aves selvagens.

Apesar desta ave ser observada na natureza de tempos a tempos no leste da América do Norte, não foi encontrada nenhuma prova sobre um verdadeiro vadio.

 

Descrições

Esta é uma ave de campo aberto e ela irá reproduzir-se em penhascos, tocas, buracos de árvore ou fendas distantes de água, colocando 6-16 ovos brancos-creme, incubados por 30 dias. O pato-ferrugíneo é normalmente encontrado em pares ou em pequenos grupos e raramente forma grandes bandos. Contudo, as reuniões no inverno em lagos escolhidos ou rios lentos podem ser bastante grandes.

O pato-ferrugíneo é uma espécie distinta com 58-70 cm de comprimento com 110-135 cm de envergadura. No corpo, tem uma plumagem laranja-acastanhada e uma cabeça pálida. As asas são brancas com penas de voo pretas. Nada bem e, em voo, parece pesada, mais como um ganso do que um pato. Os sexos desta espécie marcante são similares, mas o macho tem um anel preto no fundo do pescoço na temporada de reprodução no verão, e a fêmea, geralmente, tem uma mancha no rosto. A chamada é um grito selvagem estridente.

O pato-ferrugíneo é um visitante comum no inverno na Índia. Esta ave é encontrado em grandes pântanos, rios com planícies de lama e bancos de cascalho. É também encontrada em grande congregação em lagos e reservatórios. Reproduz-se em lagos de alta altitude e pântanos em Jammu e Caxemira. Chega ao norte da Índia em outubro e parte até abril. O nome do gênero Tadorna vem de raízes celtas e significa "aves aquáticas malhadas", essencialmente o mesmo que o "shelduck" inglês.

 

Estado

O pato-ferrugíneo é uma das espécies às quais se aplica o Acordo para a Conservação das Aves Aquáticas Migratórias Africo-euroasiáticas (AEWA).

 

Referências

1.      BirdLife International (2012). "Tadorna ferruginea". IUCN Red List of Threatened Species. Version 2013.2. International Union for Conservation of Nature. Retrieved 26 November 2013.

2.      Stockley, C.H. (1923). "Some notes on Indian game birds". The Journal of the Bombay Natural History Society 29: 278–279.

3.      Kear, Janet (2005). Ducks, Geese, and Swans. Oxford University Press. p. 420. ISBN 0-19-861008-4.

4.      "AEWA Species". http://www.unep-aewa.org. Retrieved 8 August2014.